Blog

Iluminação para hospitais exige consultoria técnica
Iluminação em hospitais

Iluminação para hospitais exige consultoria técnica

Você sabia que a iluminação em hospitais no Brasil devem seguir alguns parâmetros técnicos da ABNT para garantir o conforto e bem estar de pacientes e funcionários, além de favorecer os procedimentos médicos?

Por isso é fundamental que clínicas médicas e hospitais busquem a orientação de uma empresa especializada em iluminação técnica para fazer alterações em lâmpadas, luminárias e outros aspectos de iluminação dos ambientes.

Projeto luminotécnico em clínicas médicas e hospitais

Com o avanço das inovações tecnológicas e biomédicas, a complexidade da arquitetura de um hospital exigiu um olhar diferenciado no projeto de iluminação para atender às características específicas das diversas modalidades médicas, o que é decisivo para a segurança e bem estar dos pacientes.

Para otimizar o desempenho dos equipamentos e da equipe médica, o projeto de iluminação para hospitais deve levar em conta os elementos funcionais e estéticos do ambiente, aproveitando a luz natural e a escolha de cores que favoreçam o projeto e despertem os melhores sentimentos nas pessoas. Com isso, além de eficiência luminotécnica, a qualidade de vida também é beneficiada.

Confira alguns cuidados para a iluminação de clínicas médicas e hospitais:

– Nas salas de exames, a iluminação deve ser indireta já que a visão do paciente é o teto. Uma técnica que favorece a tranquilidade – especialmente em procedimentos mais complexos, como tomografias – é utilizar a fibra óptica para criar efeito de céu estrelado.

– Na hora de escolher as cores, as especialidades tratadas no ambiente devem ser levadas em consideração. Vale lembrar que as cores têm grande influência no comportamento humano, com o poder de relaxar ou agitar as pessoas.

– As salas cirúrgicas são os ambientes mais iluminados e exigem lâmpadas de Índice de Reprodução de Cores (IRC) alto. Mas é importante balancear a intensidade da luz em corredores e salas de acesso ao ambiente, para promover uma adaptação gradativa dos olhos.

– Em áreas de deslocamento de pacientes, o projeto de iluminação em hospitais deve priorizar luzes baixas e próximas ao nível do piso.

– Nos quartos de internação e salas de repouso, uma dica é utilizar luminárias que permitam ajustar a intensidade da luz, para maior comodidade do paciente e da equipe de enfermagem.

– A temperatura de cor deve ser bem estudada para não causar frio ou sensação de calor. Em excesso, ambas as condições causam desconforto.

– Em recepções, salas de espera e leitos de internação, a humanização do projeto é fundamental. Para promover conforto e aconchego, o projeto deve ter lâmpadas de cores mais quentes, que promovem relaxamento. Para evitar sensação física de calor, o LED é a melhor opção.

Deixar um comentário